ULISBOA | Descoberto um Crânio Humano Fóssil datado de há 400.000 anos

Descoberto um Crânio Humano Fóssil datado de há 400.000 anos

O Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa descobriu um crânio humano datado de há 400.000 anos. O achado foi feito durante trabalhos de escavação arqueológica levados a cabo na rede de cavidades subterrâneas associada à nascente do Rio Almonda (Pedrógão, Torres Novas).

O estudo arqueológico das grutas associadas à nascente do Rio Almonda é fruto da colaboração entre a UNIARQ e uma associação de defesa e estudo do património regional, a STEA (Sociedade Torrejana de Espeleologia e Arqueologia).

O fóssil, designado Aroeira 3, provem da Gruta da Aroeira, onde anteriormente haviam já sido encontrados dois dentes isolados da mesma época (designados Aroeira 1 e Aroeira 2).

Prevê-se para o próximo mês de Julho a conclusão dos trabalhos de restauro e preparação do fóssil, para que seja apresentado ao público, juntamente com outros fósseis portugueses de importância relevante para o estudo da evolução humana.