Cientistas portugueses participam em projeto europeu para a conservação da enguia

Cientistas portugueses participam em projeto europeu para a conservação da enguia

Cientistas portugueses participam em projeto europeu para a conservação da enguia

Um grupo de investigadores da Faculdade de Ciências (FC) da Universidade de Lisboa (ULisboa), pertencentes ao MARE (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente) e do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental) participa no projeto SUDOANG, destinado a desenvolver, nos próximos três anos, ferramentas para a conservação e a recuperação da enguia-europeia (Anguilla anguilla) - em perigo crítico de extinção - e dos seus habitats, dada a sua importância nos ecossistemas e na economia local.

O SUDOANG - no valor de 1,6 milhões de euros - é cofinanciado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do programa Interreg Sudoe.

Este projeto é liderado pelo AZTI, um centro de investigação do País Basco, e visa dotar os gestores da área Sudoe (França, Espanha e Portugal) de ferramentas e métodos comuns de avaliação para uma gestão eficaz da enguia-europeia e do seu habitat, reforçando a cooperação entre os três países. Esta parceria, iniciada em março deste ano, engloba dez centros de investigação e universidades e vinte e sete parceiros associados, que incluem gestores locais, regionais e nacionais; organizações não-governamentais e associações de pescadores.