As duas nomeadas por Portugal ao Prémio GBIF Jovens Investigadores 2019 fazem parte do cE3c

As duas nomeadas por Portugal ao Prémio GBIF Jovens Investigadores 2019 fazem parte do cE3c

As duas nomeadas por Portugal ao Prémio GBIF Jovens Investigadores 2019 fazem parte do cE3c

Share As duas nomeadas por Portugal ao Prémio GBIF Jovens Investigadores 2019 fazem parte do cE3c

Maria João Verdasca, estudante de doutoramento no cE3c, e Vanézia Rocha, estudante de mestrado na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e inserida no cE3c, são as duas estudantes nomeadas por Portugal ao Prémio Jovens Investigadores 2019 atribuído pelo GBIF (Global  Biodiversity Information Facility).

Vanézia Rocha é licenciada em Biologia pela Universidade de Cabo Verde e iniciou em setembro de 2018 o mestrado em Biologia dos Recursos Vegetais. O seu projeto visa melhorar o conhecimento da flora de Cabo Verde, especialmente a família Poaceae. Pretende estudar os impactos das mudanças climáticas com padrões de distribuição das gramíneas, utilizando functional traits associados a resistência à seca e avaliar o valor deste grupo para a agrobiodiversidade e desenvolvimento sustentável no arquipélago.

Maria João Verdasca é estudante do Programa Doutoral em Biologia, Genética e Evolução (BIODIV), no grupo “Conservation in Socio-Ecological Systems - CSES” do cE3c. No seu projeto, Maria João Verdasca está a estudar quais os principais impulsionadores da invasão da vespa asiática (Vespa velutina) em Portugal, de forma a prever o risco e o potencial de expansão - e os dados do GBIF são essenciais para caracterizar a distribuição da espécie na Ásia, de onde é nativa.

Prémio GBIF Jovens Investigadores nasceu em 2010, com o objetivo de fomentar a investigação no domínio da informática aplicada à biodiversidade.

Os vencedores serão anunciados antes da 26ª Assembleia Geral do GBIF, que decorrerá na Holanda em outubro de 2019.