fbpx Ranking de Shanghai 2020 coloca áreas científicas da Universidade de Lisboa entre as melhores do mundo | ULisboa

Ranking de Shanghai 2020 coloca áreas científicas da Universidade de Lisboa entre as melhores do mundo

Ranking de Shanghai 2020 coloca áreas científicas da Universidade de Lisboa entre as melhores do mundo

Ranking de Shanghai 2020 coloca áreas científicas da Universidade de Lisboa entre as melhores do mundo

Share Ranking de Shanghai 2020 coloca áreas científicas da Universidade de Lisboa entre as melhores do mundo

Este ranking coloca a ULisboa no top 10 na área de Engenharia Naval e Oceânica (6ª), no top 50 em Deteção Remota (38ª), no top 75 nas áreas Oceanografia, Engenharia Civil, Ciências da Agricultura, e no top 100 em Engenharia Eléctrica e Electrónica e Ciências Veterinárias.

A ULisboa está no top 30 Europeu nas áreas de Ciências da Agricultura, Controlo e Automação, Engenharia Química, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Eletrónica, Ciência e Engenharia da Energia, Engenharia Naval e Oceânica, Oceanografia, Deteção Remota, Ciência e Tecnologia dos Transportes

A ULisboa lidera a nível nacional 27 áreas e encontra-se colocada em segundo lugar em outras 10 áreas, num total de 46 áreas em que foram avaliadas instituições de ensino superior portuguesas. A ULisboa foi a única universidade considerada pelo ranking para avaliação nas áreas de Recursos Hídricos, Engenharia Naval e Oceânica, Deteção Remota e Estatística.

O ranking de Shanghai por Disciplinas foi lançado em 2009 e é internacionalmente reconhecido como um dos mais importantes a nível mundial. A edição de 2020 avaliou mais de 4000 universidades em 54 disciplinas nas áreas das Ciências Naturais, Ciências da Vida, Engenharia, Ciências Médicas e Ciências Sociais.

O Ranking de Shanghai vem novamente confirmar de forma consistente o posicionamento relevante e incontornável da Universidade de Lisboa no contexto nacional e internacional.

1


NOTÍCIAS DA ULISBOA

Para que esteja sempre a par das atividades da ULisboa, nós levamos as notícias mais relevantes até ao seu email. Subscreva!

SUBSCREVER