Observatório Astronómico da Escola Politécnica

Data de Construção / Inauguração: 
1898

Observatório Astronómico da Escola Politécnica

O Observatório Astronómico da Escola Politécnica, localizado em pleno Jardim Botânico de Lisboa (Museu Nacional de História Natural e da Ciência, MUHNAC), foi concluído em 1898 para apoio ao ensino da Astronomia e para formação a técnicos envolvidos no levantamento topográfico e geodésico da ex-colónias portuguesas. Trata-se na realidade de um complexo de três edifícios – o Observatório propriamente dito, onde se encontram as três cúpulas principais e a magnífica Sala da Meridiana; o edifício anexo de três andares, onde se localizavam as salas de aula, a Biblioteca e os gabinetes de professores; e ainda uma pequena construção em madeira, originalmente utilizada para calibração de instrumentos e reprodução das condições de trabalho existentes nas missões nas ex-colónias. A sua raridade – é o único observatório histórico de tipologia marcadamente de ensino existente em Portugal e um dos poucos existentes na Europa – bem como a sua magnífica implantação no Jardim e a sua simplicidade e beleza arquitetónicas tornam-no particularmente adequado à divulgação da ciência num ambiente histórico. Possui uma coleção de c. 200 instrumentos de astronomia e topografia, atualmente acondicionados na reserva MUL/MUHNAC. Carece de uma intervenção de restauro e musealização, à semelhança do Laboratorio Chimico da Escola Politécnica. Em 2016 iniciou-se a recuperação do Observatório.

Morada: 
Rua da Escola Politécnica, 54
1250-198 Lisboa
Portugal