Estudos Clássicos

Estudos Clássicos

Grau Académico 
Licenciatura
Escola 
Faculdade de Letras
Campus 
Cidade Universitária
Regime 
Diurno
Duração 
6
ECTS 
180
Idioma 
PT
Objetivos 

Esta licenciatura oferece formação em três áreas: Estudos Clássicos e Portugueses; Património Clássico da Cultura Europeia e Tradução de Línguas Clássicas. Com a formação de 1.º ciclo nestas áreas, é dado acesso à especialização nos domínios do estudo das raízes clássicas da cultura europeia; da literatura neolatina produzida por escritores portugueses; das influências clássicas em escritores medievais, renascentistas, modernos e contemporâneos; da leitura, edição e tradução de documentos, textos e obras produzidas em latim e em grego; do ensino das línguas e literaturas clássicas e portuguesa. Esta licenciatura permite ainda estudar as origens da literatura ocidental, a história da civilização greco-romana, da arte clássica ou da vida quotidiana.

Saídas Profissionais 
A Licenciatura em Estudos Clássicos está ancorada no estudo das raízes greco-romanos do mundo e da cultura ocidentais. Antes de mais, Estudos Clássicos servem para quem quer conhecer. Ao encontrar-se na origem de grande parte dos fenómenos culturais do mundo contemporâneo, seja por imitação seja pela rejeição dos modelos herdados da Antiguidade, os Estudos Clássicos permitem adquirir um entendimento mais profundo da cultura ocidental. Estudos Clássicos servem também para aprender a pensar. Conforme avança no conhecimento da língua, o aluno vai desenvolvendo a capacidade de ler textos cada vez mais complexos, onde a rapidez de raciocínio e a intuição são ferramentas indispensáveis. Estudos Clássicos servem também para aprender a trabalhar. Um aluno de Estudos Clássicos centra o seu estudo em duas civilizações distintas, com uma diacronia de mais de mil anos cada uma. Além disso, pode alargar a sua análise para os quase dois mil anos seguintes, até ao mundo contemporâneo. A capacidade de lidar com elevado volume de informação, a competência na pesquisa de informação em bibliotecas ou na internet e a possibilidade de contactar com bibliografia nas principais línguas estrangeiras (inglês, francês, castelhano e italiano, pelo menos) permitem ao aluno ganhar também aqui competências próprias que podem ser aplicadas em praticamente qualquer actividade profissional. Estudos Clássicos servem ainda para os alunos ganharem experiência e maturidade Intelectual que lhes permitam enveredar por praticamente qualquer curso de Mestrado na área das Humanidades e Ciências Sociais: bibliotecas, arquivos, gestão cultural, autarquias, ciência política, relações internacionais, história, filosofia, literatura, antropologia, etc. Estudos Clássicos servem ainda para quem deseja prosseguir uma carreira académica, dedicando-se profissionalmente à Investigação e eventualmente ao ensino na área das Clássicas.

Acesso nacional 
2020/21

Vagas 
20
Provas de Ingresso 
Uma das seguintes provas: 06 Filosofia ou 12 História da Cultura e Artes ou 14 Latim ou 18 Português
Nota de Candidatura 
95
Provas de Ingresso 
95
Fórmula de Cálculo da nota de Candidatura 
Média do Secundário 50% + Média das Provas de Acesso 50%
Colocações no ano letivo 
2019/20
Nota último colocado da 1ª Fase 
120.50
Nota último colocado da 2ª Fase 
129.00

Acesso Internacional

Vagas para Estudante Internacional 
4
Propina 1º ano (indicativo) 
3500,00€
Propinas restantes (indicativo) 
3500,00€