Observatório Astronómico da Ajuda

Data de Construção / Inauguração: 
1860/1878

Observatório Astronómico da Ajuda

O Real Observatório Astronómico de Lisboa, situado na Ajuda, foi mandado construir por D. Pedro V. Para a construção do Observatório, foi criada uma Comissão presidida por José Feliciano da Silva Costa (1797-1866) e impulsionada essencialmente por Filipe Folque (1800-1874) que encarregou, mais tarde, Frederico Augusto Oom (1830-1890) do acompanhamento da obra. Os primeiros esboços e o projeto de execução são da autoria do arquiteto francês Jean Colson que, mediante indicações da Comissão, terá tido como base de trabalho os desenhos do Observatório de Pulkova na Rússia. A obra terá sido acompanhada também pelos arquitetos José da Costa Sequeira (1800-1872) e Valentim José Corrêa (1822-1900). A construção decorreu entre 1860 e 1878. O Observatório inclui ainda edifícios de habitação que só foram totalmente concluídos próximo da viragem do século. O Observatório Astronómico de Lisboa é o Observatório Nacional português, instituição de referência para o estabelecimento da hora legal e publicação de dados astronómicos (almanaques e astronovas). A sua importância científica e histórica, em conjunto com a sua coleção, biblioteca e arquivo, não tem par no país. Foi integrado na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 1995, e desde 2012 integra o Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC). Os seus espaços, coleções, biblioteca e arquivos históricos são visitáveis a pedido.

Morada: 
Tapada da Ajuda
1349-017 Lisboa
Portugal