Exercício Físico no Sistema Imunitário

exercicio físico

Exercício Físico no Sistema Imunitário

Share Exercício Físico no Sistema Imunitário

Para Nuno Edgar Pais, Diretor Técnico da Academia de Fitness do Estádio Universitário de Lisboa, “Hoje com a situação preocupante, verificada mundialmente, causada pelo COVID-19, muitos de nós, provavelmente, questionamo-nos diversas vezes como poderemos reforçar o nosso sistema imunitário, quer através da alimentação quer através do exercício físico.”

É indiscutível que o exercício físico fortalece o sistema imunitário, “Mas será que os atletas de alta competição estão mais imunes? Qual será o melhor tipo de exercício físico para reforçar o sistema imunitário?”, como nos questiona Nuno País.

“Precisamos entender que o exercício como outro remédio qualquer, para que tenha o efeito desejado, deverá ser tomado, neste caso feito, na dose correta.”

Tendo por base diversos estudos científicos, Nuno País, conclui que “deveremos evitar atividades que originem grande stress metabólico e fisiológico com altos níveis de cortisol que, segundo as evidencias, afetam negativamente a imunidade.

O segredo estará na dose sendo que para fortalecer a saúde a recomendação é fazer exercício de intensidade moderada controlando a duração e o volume (Terra, 2012).

Trinta minutos de treino intervalado moderado, corrida continua moderada, treino metabólico de força em circuito, treino com o peso do corpo, entre outras podem ser boas opções.”

Como nos explica o especialista, nesta fase de quarentena, o exercício traz benefícios na diminuição de ansiedade, stress e depressão. “Nesta fase treine em casa, mas se tiver um terraço ou um jardim privado faça-o ao ar livre, ao sol para aumentar a boa disposição e estimular a vitamina D.”

Estas recomendações são as que a evidência científica nos demostra, “Todavia, não esquecer que para fortalecer o sistema imunitário teremos que ter outros fatores em consideração como uma alimentação equilibrada, hábitos de higiene e de vida responsáveis.”

Não se esqueça, “Se costuma treinar intenso esta será uma fase para colocar alguma calma. Se não costuma treinar, esta não será uma boa altura para começar com toda a energia e querer ganhar o tempo perdido. Não se esqueça que após o exercício há um efeito agudo imunossupressor, ou seja, uma redução da eficiência do sistema imunitário, que será maior quanto maior a duração e intensidade do exercício.”

Entrevista completa